Poeta, adormecido.



De poesias engavetadas;
De fantasias guardadas;
De dores superadas...
Abre a gaveta
dos teus sentimentos.
Desperta tuas letras,
que adormeceram no tempo.
Poeta,
meu amigo.
Solta tua poesia:
LIVRE!
Aos quatro ventos.
Fale de dor
ou de alegria.
Transforme em arte
a tua agonia.
Poesia livre.
Alma livre.
Ser livre.
Fantasia livre.
Como um grito da alma,
derramado no papel.
------------------------------
Poesia escrita por Suzan Keila, ela faz parte do grupo El Shaday na Missão Fortaleza

5 comentários:

  1. Keilinha muito lindo!
    Que bom que resolveu mandar teus poemas, são lindos!
    Parabéns! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Keila,

    Fico feliz em teres aceitado minha proposta de dar à Comunidade a oportunidade d econhecer teu dom literário.
    Avante sempre!

    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Keila,

    Obrigado por sua valorosa contribuição. Além de manter o blog com sua arte, nos presenteia com sua sensibilidade e dom. A poesia é linda!

    Estamos abertos a sempre acolher a manifestação de Deus através da sua arte.

    Grande abraço

    Pablo - Blog Recado e Artes.

    ResponderExcluir
  4. Suzan...

    ...entendo o que escreve.
    Escreve que eu entendo.
    Amiga poeta, bem vinda!

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Que santo... palavras que falam, desenham, tocam, anunciam e denunciam!
    Amei!
    Que lindo é ver dons já partilhados dos nossos filhinhos mais novos da missão de Fortaleza!
    Quero conhecer você, hein?
    Abraço: Luciana (Consagrada-Comunidade de Vida Fortaleza)

    ResponderExcluir